O termo resort no Brasil define hotéis que são destinos em si mesmo. na Europa e USA encontram-se hotéis nessa definição, mas um hotel localizado em destino de lazer, com natureza ao seu redor, mesmo sem grande estrutura de lazer, pode ser denominado resort.

Aqui no Brasil, então temos os resorts e os hotéis de campo ou praia, muitas vezes designados pela terminologia pousadas, que induzem aos clientes a pensarem em um hotel de pequeno porte, com certo charme e a presença dos donos dando o toque final à hospedagem, esses últimos poderiam ser chamados de hotéis de turismo, também outra terminologia antiga usada pela EMBRATUR lá atrás no tempo da primeira matriz de classificação.

A diferença então é que resorts no Brasil são empreendimentos que centram seus esforços para terem seus clientes dentro de seus muros, para tanto provém serviços e facilidades em grande número. Os hotéis de turismo tem sua localização como destaque, os clientes usufruem do destino.

Atenção para esses pontos é importante nesse momento em que grandes áreas que contemplavam projetos de imobiliário turístico até 2008 e que estavam em stand by voltam a atrair o interesse de investidores.

Em post anterior, já falamos sobre o problema de projetos turísticos que tentam ser auto suficientes em si, como grandes feudos. O modelo desses projetos está ultrapassado, pois a criação do destino perene ficava em segundo plano, o intento era a máxima valorização do terreno e a venda mais rápida possível.

Esses novos projetos turísticos precisam de resorts e de hotéis de turismo, precisam dar ênfase aos atrativos naturais e culturais da região e permitir crescimento orgânico e autêntico.

Dessa forma, onde está um resort cabe um hotel de turismo; talvez possa até se dizer, em muitos casos, que primeiro um local deve ter hotéis de turismo, sinal de que o destino tem potencial e já pelo menos engatinha, e depois pode-se pensar em resorts.

https://www.linkedin.com/pulse/resorts-ou-hot%C3%A9is-de-turismo-qual-diferen%C3%A7a-onde-est%C3%A1-alexandre-mota?lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_profile_view_base_post_details%3B9dTNAnxNTtOmxyPZUUnEkw%3D%3D

Alexandre Mota

últimos Artigos

Não Saia Cortando Custos…

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/nosaicortandocustos-170607221412-1.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

Resultados de Hotéis nacionais com administração S/RM

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/nmeros-120410113539-phpapp02.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

Nas crises, os grandes perigos do Revenue Management – Artigo de Rui Ventura

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/nascrisesosgrandesperigosdorevenuemanagementartigoderuiventurarevistahoteisrevistahoteis-151105121115-lva1-app6891.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

Mão-de-Obra, Treinamentos, Meritocracia

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/modeobratreinamentosmeritocracia-150108072425-conversion-gate02.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

Gestão de restaurantes (O Revenue Management)

Hotelaria, Restauração
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/gestoderestaurantesfato-141011061752-conversion-gate01.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

Hotelaria – Formando grandes equipes

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/formaodeequipes-141012161855-conversion-gate02.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

Faça Revenue Management – Não compre sistemas

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/faarevenuemanagement-160512145647.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

E os Executivos de Contas…

Hotelaria
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/eosexecutivosdecontas-160425134025.pdf [...]
Rui da Silveira Cruz Ventura

geral@pro-thor.com | Pro-Thor © 2015-2017 | Todos os direitos reservados.