Parece óbvio, mas não é. Pense bem: quantas vezes que você foi a outro restaurante, que não o seu, e a comida foi servida “morna”? É, eu sei que este é um princípio básico de qualquer serviço de alimentação: os pratos quentes, devem ser servidos quentes. E ponto final. Também sei que você sabe disso. Mas é assim que funciona no seu restaurante? Será que sua equipe está consciente da importância da temperatura, na qualidade dos pratos, e na satisfação do cliente? Você já verificou a temperatura em que seus pratos estão sendo servidos?

O momento é crítico: os custos estão aumentando e o fluxo de clientes estagnado – ou mesmo diminuindo. Além do controle de custos e dos investimentos em marketing, é preciso saber se o seu restaurante segue os fundamentos básicos e que afetam diretamente a experiência dos seus clientes.

E, quando se trata de satisfação do cliente, não há nada mais básico (ou importante) do que servir os pratos quentes, realmente quentes.

Voltemos às suas visitas a outros restaurantes. Você se lembra de quantas vezes o prato principal chegou à mesa na temperatura ideal? Uma ou duas vezes, na melhor das hipóteses, mas, certamente, não 100% delas. Correto?

A temperatura em que são servidos os pratos, no seu restaurante, tem um enorme impacto sobre os clientes, e pode fazer com que eles se deliciem, decepcionem, ou devolvam o prato para a cozinha.

Conversando com alguns proprietários de restaurantes, e consultores, coletei algumas dicas de como servir os pratos quentes, verdadeiramente quentes (na temperatura ideal):

  • Levar os pratos até as mesas é a prioridade número um – Não importa quem seja, mas o colaborador que estiver mais próximo do balcão de serviço leva o pedido para a mesa imediatamente – neste caso, incluindo o gerente. Para o controle, use um sistema de anotações que identifica o número da mesa de cada pedido e quem recebe o quê.
  • Usar um sistema de pager (chamada) para o garçom – alguns restaurantes usam um sistema de chamada, para avisar ao garçom que seus pedidos estão ficando prontos. A pessoa que libera os pedidos controla o sistema na cozinha, quando um pedido está quase pronto, e um aviso (indicando o número da mesa) é enviado ao pager do garçom.
  • Servir comida quente, em pratos quentes – colocar comida quente em um prato sem aquecimento é a maneira mais rápida para esfriar o alimento. A solução é aquecer os pratos. Alguns consultores aconselham a aquecê-los a 70°/75°C. Se você utilizar estes parâmetros, não se esqueça de fornecer aos garçons algo para proteger as mãos, e também que os clientes sejam avisados.

Servir os pratos quentes, quentes, deve ser uma prioridade em seu restaurante. Isto vai mostrar aos clientes que você se preocupa com eles, com os alimentos que sua cozinha prepara, e irá afetar positivamente a percepção de qualidade de tudo o que servir.

Boa sorte e bons negócios!!!

http://www.blogdobanas.com.br/pratos-quentes-devem-ser-servidos-quentes/

últimos Artigos

tipologia dos atos ilocutórios

Download, Línguas
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/tipologia-dos-actos-ilocutórios.pdf [...]

Ser ou não Proativo

Competências Pessoais, Download
http://pro-thor.com/wp-content/uploads/Ser-ou-não-Proactivo.pdf [...]

Aspetos pessoais e sociais de um empregado de mesa – Qualidades de um empregado de mesa

Hotelaria, Restauração
Não seria razoável ignorar, muito menos contestar, a importância da colaboração do pessoal numa atividade caracterizada por aspetos tão profundamente humanos, como é sem dúvida, o caso da hotelaria. Com [...]

Qualidades físicas e morais que um empregado de mesa tem que ter obrigatoriamente

Hotelaria, Restauração
Ser pontual e cumpridor; Possuir saúde robusta; Cuidar da sua higiene pessoal; Não descurar a sua apresentação: barbeado, penteado, unhas curtas e limpas, vestuário asseado; Usar sapatos pretos e [...]

Bar e Restaurante – Relações Profissionais Com colegas da secção

Hotelaria, Restauração
Dos bons contactos com os colegas da secção e outros, resulta em regra um ótimo e salutar ambiente de trabalho que se irá refletir em todas as secções no campo profissional, e não só… Honestidade, [...]

Restaurante ou Bar: Empregados de Mesa e Bar e o contacto com superiores hierárquicos

Hotelaria, Restauração
Para que o superior não sinta a necessidade de exibir a sua superioridade.          Para quê, obrigar o superior a usar a sua força?         O trabalho, custa muito menos se for feito [...]

Restaurante ou Bar: Empregados de Mesa e Bar e o Contacto com os clientes

Hotelaria, Restauração
Ao contactar com os clientes e de toda a conveniência que se use de um certo tato e perspicácia, pois, se por um lado se reconhece que não se deve usar de servilismo, por outro não podemos esquecer [...]

Higiene em Restaurante e Bar

Hotelaria, Restauração
A higiene é, além de um preceito, um dever que jamais deve ser esquecido, por quantos exercem esta profissão e pretendem valorizar-se dentro da mesma. [...]

geral@pro-thor.com | Pro-Thor © 2015-2017 | Todos os direitos reservados.